Ação Social Arquidiocesana

Projetos

Curso de Formação para Conselheiros

Nas assessorias e acompanhamentos as Ações Sociais percebe-se que a formação continuada é fundamental para que a atuação das entidades nos seus municípios resulte em ações concretas de efetivação e ampliação dos Direitos Sociais.
Desde 2008 a ASA vem investindo na formação em políticas públicas, com o objetivo de possibilitar maior conhecimento sobre a Política Nacional de Assistência Social, já que as entidades filiadas a ASA são relacionadas a esta política.
Neste ano, a ASA em parceria com a Cáritas Brasileira Regional de Santa Catarina está promovendo o Curso de Formação para Conselheiros tem por objetivo aprofundar e ampliar conhecimento sobre as Políticas Sociais Públicas buscando qualificar a representação da Sociedade Civil.

Projeto “Gestão de Risco e Desastre”

O planeta vem sofrendo as conseqüências de um desenvolvimento que provoca a devastação da natureza e do consumo desenfreado. A terra está dando seu grito, fazendo sua profecia através de enchentes, terremotos, furacões, ondas de calor e de frio insuportáveis, entre outros fenômenos naturais nunca vistos antes. O que fazer diante dessas situações? Como dar respostas à tantos desafios que nos parecem sair do controle?
A rede Cáritas Brasileira vem desenvolvendo sua atuação nesse campo há muitos anos, e a cada nova intervenção direta vem manifestando a necessidade de aprimorar-se nessa área, haja vista que todo evento traz consigo novas consequências e compreensões da realidade social.
A Ação Social Arquidiocesana (ASA), ao longo de seus 50 anos, também vem desenvolvendo sua atuação junto a população catarinense nas situações de desastre, citamos aqui as duas grande enchentes ocorridas na cidade de Blumenau /SC nos anos de 1982 e 1983, e recentemente em 2008 na região do Vale do Itajaí. Nessa última, a ASA percebeu a necessidade de ampliar sua atuação nessa perspectiva. Mais do que intervir nas ações de resposta com arrecadações e doações de mantimentos, faz-se necessário uma ação que proporcione prevenção, preparação, resposta e reconstrução.
Para tanto o objetivo da ASA com o Projeto de Gestão de Risco e Desastres é capacitar as entidades membros e líderes comunitários, por ela identificados para estarem atuando nessas situações. Compreendendo o protagonismo das pessoas envolvidas nesse contexto.
O Projeto de Gestão de Risco e Desastres prevê entre suas ações; capacitação técnica das entidades membros em administração de desastres, articulação e fortalecimento dos vínculos com a Defesa Civil, Plano de Contingência e um Seminário para socialização dos conhecimentos adquiridos pelos capacitados envolvendo toda a sociedade civil e governamental no debate.

Projeto: Programa de Desenvolvimento e Organização Comunitária

A partir do diagnóstico aplicado em 2010, identificaram-se níveis diferenciados de atuação e organização das ações sociais. A partir destes elementos, a ASA elaborou uma proposta de atuação que está em fase de construção junto com algumas ações sociais. Nesta proposta, a ASA fará um investimento junto às entidades, no sentido de constituir processos diferenciados de atuação, o que servirá de demonstração metodológica para que o conjunto da Rede ASA possa avançar na adequação e ampliação de sua atuação. Para isso, a ASA continuará desempenhando o acompanhamento que consiste no aprimoramento aos programas, na gestão e na formação de voluntários. A base desta proposta é o fortalecimento das Redes Locais, tendo como tarefa a integração das ações em determinada comunidade e o desencadeamento de iniciativas de desenvolvimento comprometido com o protagonismo e a organização de seus moradores, especialmente aqueles em maior vulnerabilidade social. Diante disso, o desenvolvimento comunitário proposto anseia pela conquista de melhores condições de vida nas comunidades, de forma integral. Para isso, não basta acrescentar bens e serviços públicos, ou mesmo criar alternativas de trabalho e renda. É necessário criar processos sociais que transformem os sujeitos envolvidos, fortalecendo seu sentimento de pertença à comunidade em que vivem.

O programa busca fortalecer as relações com a comunidade, desenvolvendo ações de forma organizada, sistemática e participativa que visem a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Trata-se de uma experiência piloto com a perspectiva de ser ampliada para o conjunto da Rede ASA.

Projeto: “Fortalecendo as Experiências em Economia Solidária de Santa Catarina”

A Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina começou a executar em janeiro de 2011 o projeto “Fortalecendo Experiências de Economia Solidária em Santa Catarina”. Este é um projeto patrocinado pela Petrobras, após ter sido aprovado na Seleção Pública de Projetos 2010 do Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania.
O projeto visa contribuir com a viabilidade econômica dos empreendimentos de economia solidária, principalmente os acompanhados pela Cáritas em Santa Catarina. O ponto de partida é que diante das condições de vida precárias e excludentes em que passam determinados grupos sociais em Santa Catarina, a economia solidária possa gerar trabalho e renda, cidadania, protagonismo social, político e econômico.
Na Arquidiocese de Florianópolis participam do projeto 10 empreendimentos de economia solidária na primeira etapa do projeto com duração de dois anos.
Ao final deste projeto, o projeto pretende ter oferecido formação para pelo menos 60 EES e criado outros 15. No plano de ação estão previstas ainda atividades como formações sobre gestão, contabilidade e autogestão, visitas de acompanhamento, feiras, oficinas de hortas comunitárias, sementes crioulas, de plantas medicinais e de comunicação social. O público beneficiado diretamente pelo projeto é de pelo menos 1.340 pessoas.